C.A.O

Implementado em 1991, o Centro de Atividades Ocupacionais (C.A.O.) é uma das valências da A.R.A.S.S.. Presta apoio a jovens/adultos com idade igual ou superior a 18 anos, com deficiência mental grave ou profunda, cujas graves limitações na sua autonomia não são compatíveis com projetos de inserção no mercado de trabalho. Investe-se, assim, em atividades de apoio terapêutico especializado e iniciativas de contacto com a comunidade. O C.A.O. tem como objetivo geral a criação de condições que permitam o desenvolvimento da pessoa com deficiência mental aos níveis emocional, cognitivo e social, maximizando a sua autonomia e procurando o seu bem-estar, com respeito pelas suas características sociais e necessidades, visando uma melhor inserção sociocomunitária.

RESIDÊNCIA

Imediatamente ao “nascimento e crescimento” do Centro de Atividades Ocupacionais (C.A.O.), surgiu a necessidade de apoio Residencial para a pessoa com deficiência mental. Em 1996, surgiu a Residência da A.R.A.S.S. com capacidade para 15 utentes (10 em regime de internamento e 5 em regime temporário). Hoje, tem capacidade para 23 clientes. A resposta “Apoio Residencial” surgiu como uma necessidade sentida pelas famílias e instituições de apoio perante a ausência de uma resposta natural. A condição de deficiência impede ou limita significativamente a possibilidade de protagonizar ou participar ativa, consciente responsável e autonomamente num núcleo familiar, daí a necessidade de encontrar soluções, que deste ponto de vista não são naturais.